14 de maio de 2010

Gostosa!


É típico: "que gostosa, hein?". E como adoro a palavra gostosa, tem tanto sabor - mas em outro contexto, claro. O que uma mulher pensa ao ouvir isso na rua? É relativo, mas, essa palavra para algumas só significa uma coisa:"É a quase gorda, mas que ainda está atraente!". É, esse "quase" assusta, mesmo com o "ainda" tente remediar. Não adianta, pensam que estão passando do ponto, disso pra ouvir: "olha a gordinha ali" não está muito distante.

"Que conversa gostosa hoje, não?!" Sou apaixonada por palavras com sabor. Tão doce, tão delicioso, tão saboroso... Quanto prazer! Quem não delicia a boca ao dizer picante e não se entristece ao ver um rosto amargo?

Muitos esquecem disso, de apenas saborear. Não quero sair devorando sentimentos como faço com a refeição nos meus 10 minutos de intervalo. Não é questão de sair com fome ou não, mas quero sair satisfeita. É como comer meu lanche preferido todos dias? não, com certeza não. É sair feliz, posso não estar com o cara mais lindo do mundo, mas me sinto tão feliz com meu gordinho que me dá todo amor do mundo, e, principalmente, valorizo muito o tempo que estou com ele!

Gostoso... quase tudo que faço é gostoso e bem saboreado. Não devoro nem mordo ninguém, mastigo com toda delicadeza, ou às vezes até rumino, quem sabe. Tudo na medida certa. Não mordo nada então? Óbvio que sim, mas só o mau-humor e a indelicadeza. Mordo e rasgo-lhes do meu cardápio. Quero doçura e estar de bem comigo mesmo. O resto? Faz parte.


14/08/10